English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Xavier Mácua Charlan, um homem como poucos.

by José Márcio Castro Alves

Xavier Mácua Charlan, um chileno nascido em 1928 que aportaria em Altinópolis em substituição ao padre Geraldo Trossel. A professora Cleide Elias não só conviveu com o amigo Xavier como também preservou um belo arquivo de fotos que ora apresentamos.
Além das missas, batizados e casamentos, o padre Xavier tinha uma equipe de coroinhas que obtiveram não apenas uma educação religiosa formal, mas uma educação moral.
Tive a honra de ter sido coroinha do padre Xavier em Altinópolis, 1963, ano em que morei com meus avós e quando fizera o antigo curso de admissão para entrar no ginásio. Tocava sino nos enterros e assistia a muitos filmes e apresentações teatrais no Salão Paroquial, junto a dezenas de colegas.
Da mesma forma que o padre Geraldo Trossel, ele também saiu a contragosto de Altinópolis, apesar de muitos protestos, documentos de abaixo assinado e visitas de comitivas de representantes da comunidade ao arcebispo de Ribeirão Preto


Saudade do padre Xavier, um líder em muitos aspectos, sempre jovial e cortês, amigo de todos. Por quase duas décadas víamos o padre Xavier presente em todas as reuniões e festas diversas, e até em casamentos fora da cidade, quando solicitado. Foi ele quem celebrou o meu casamento, em Batatais, como o de muitos de seus coroinhas.
Fiz questão de ter o padre Xavier celebrando o meu casamento.


Transferido para uma paróquia de Ribeirão Preto, manteve-se sempre ligado aos amigos de Altinópolis. Os fazendeiros Luis Garcia Palma e Erasmo Baptista de Figueiredo sempre o ajudaram, não apenas financeiramente.
Por várias vezes o padre Xavier ia pra Espanha visitar a mãe e os familiares e era bancado pelos amigos e concunhados Luís e Erasmo, além de outros.
Geraldo Mango também trabalhou e conviveu com ele todo o tempo em que permanecera na paróquia de Altinópolis, mesmo quando fora transferido para Ribeirão Preto. Em 1994 adoeceu e viajou para a Espanha para morrer junto à família.

Vejam o depoimento de alguns que o conheceram.




4 comentários:

  1. AMIGO, PESQUISEI NO GOOGLE O NOME DO PADRE XAVIER E ENONTREI ESTA PAGINA, ESTOU ESCREVENDO COM MUITAS LAGRIMAS NOS OLHOS. ELE FOI MEU AMIGO VERDADEIRO, FUI SEU COROINHA E TIVE UMA EDUCACAO RELIGIOSA BASTANTE APURADA NO CONVIVIO COM ESTE HOMEM. VOCE ME FEZ VOLTAR NO TEMPO. HOJE SOU CASADO TENHO 3 FILHOS E NAO ESQUECO DO MEU AMIGO QUERIDO. MUITO OBRIGADO. jhenrique_73@yahoo.com.br, TENHO VARIAS FOTOS COM O PADRE NA PAROQUIA DE SANTA MARIA GORETTI EM RIBEIRAO PRETO.

    ResponderExcluir
  2. tambem tive a honra de ser coroinha do amigo Padre Xavier, escrevi uma autobriografia onde relato a alegria e honra de te-lo como amigo e compartilhar momentos inesquecivel ao seu lado.Gostaria de presentar todos os amigos do padre Xavier que tambem foram seus coroinha com o meu livro. meu enderço é Rua Conde Afonso Celso 959 - Ribeirâo Preto Sp - Fone 16.36206776 -Email Equilibrioadv.@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. José Márcio, parabéns pela iniciativa! Como você muito bem disse, mais do que uma educação religiosa, Pe. Xavier nos proporcionou uma educação moral e ética. Foi o grande mentor de minha vida. Também fui seu coroinha na Paroquia Maria Goretti de Ribeirão Preto. Sempre o menciono aos meus amigos, como uma das pessoas mais boas e cultas que conheci. Estou certo que um dia o encontraremos na casa do Eterno Pai.

    Sérgio Mundin - CAMPINAS - SP

    ResponderExcluir
  4. Tambén experimentei a alegria de ter convivído com o Pe. Xavier, primeiro como coroinha, depois noutros trabalhos pastorais na Paróquia de Santa Maria Goretti. Devemos a ele toda nossa formação ética e cristã. Possuia uma inteligância invejável, dispunha de uma capacidade de comunicação por demais sofisticada capaz de prender a atenção de adultos e crianças. Suas homilías combinavam a melhor teologia aliada à linguagem facilmente compreendida. Outro aspecto de sua personalidade, que não podeia deixar de mencionar era sua bondade e generosidade que se manifestavam de forma sempre discreta, ajudando a uns e outros. Era possuidor de vasta cultura teológica e filosófica, amando o conhecimento sempre incentivava seus coroinhas a proseguir nos estudos, muitas vezes contribuindo diretamente para isso. Em maio de 2012,estando em Madri, tive a alegria de fazer uma visita as irmâs dele, agradecendo-as por tudo que o Pe Xavier fez por tantas gerações. Esta alegria completou-se quando elas nos levou para visitar em Getafe o lugar de sua sepultura. Que deixar registrado que do Pe. Xavier guardamos as melhores e mais perfumadas lembranças. Ivo Amado Borghini - Rib. Preto - SP

    ResponderExcluir